Como ensinar inteligência emocional aos filhos

A inteligência emocional é a arte de saber lidar com os nossos sentimentos. É normal sentirmos alegria, empolgação e orgulho, mas também faz parte sentir angustia, medo, inveja e raiva. Saber lidar com esses sentimentos de forma proveitosa é a arte do sucesso.

Quando sabemos regular nossas emoções, somos também capazes de ensinar isso aos nossos filhos para torná-los adultos emocionalmente saudáveis. Então, nossa primeira dica para ensinar inteligência emocional para as crianças é: Precisamos saber lidar de forma inteligente com as nossas emoções, pois ensinamos muito mais pelo exemplo do que pelo que falamos. 

Caso você não se considere uma pessoa com inteligência emocional, não se preocupe! O primeiro passo para consegui-la é o reconhecimento de que precisamos melhorar e o segundo é a pratica. Podemos conseguir tudo o que querermos se nos dedicarmos.

Para praticar, aprender e transmitir inteligência emocional aos nossos pequenos, temos aqui algumas dicas valiosas:

  • Conheça as emoções:

    Aprenda e/ou ensine a nomear os sentimentos. Primeiro, precisamos saber o que estamos sentindo para depois saber como podemos lidar com isso. Não conseguimos solucionar um problema que não sabemos qual é.

    • Para ensinar os sentimentos às crianças pequenas utilize frases como:
      • Vejo que você está frustrado.
      • Percebi sua euforia.
      • Eu estou triste hoje.
      • Aquele menino ali no parquinho parece estar alegre.
      • Notei que estamos esperançosos. 
  • Controle as emoções:

    Agora que você já sabe quais são os seus sentimentos, aprenda como pode lidar com eles visando extrair o melhor de cada situação. Tente se manter otimista e procure por soluções. Lembre-se: há sempre vários caminhos, aprenda a escolher o melhor. A dica mais valiosa para controlar as emoções é aprender a agir e não a reagir. Se você está nervoso, eufórico, raivoso, ansioso ou chateado, tente aguardar para dar uma resposta, faça uma pausa, respire fundo. Neste momento de emoções muito intensas, nosso cérebro age de forma irracional, ou seja, se você conseguir aguardar um pouco, controlar seus sentimentos e voltar ao pensamento lógico, sem dúvida as soluções encontradas serão muito mais proveitosas e poderemos evitar a frase: “Se eu tivesse pensando um pouco mais…”

  • Promova a automotivação:

    Saber redirecionar um sentimento afim de obter algum ganho pessoal, sem passar por cima de valores éticos e morais, é fundamental para o nosso crescimento pessoal e equilíbrio emocional.

  • Pratique a empatia:

    Tente se colocar verdadeiramente no lugar do outro, pensando através de outra perspectiva. Isso nos deixa mais humanos e melhora nossas relações interpessoais, promovendo grande ganho pessoal. 

  • Invista em relacionamentos interpessoais:

    As trocas e aprendizados com o outro são fundamentais para nos mantermos saudáveis, além de ser a base da vida em sociedade. Saber lidar com todos os elementos positivos e negativos que os relacionamentos oferecem é ter grande sabedoria.

    • Invista em diversas brincadeiras em grupos com irmãos, primos, amigos do parquinho ou da escola. Brincar em grupo faz com que a criança aprenda: 
      • Limites: os seus e os dos outros;
      • Negociação/argumentação;
      • Resolução de problemas;
      • Lidar com frustrações/resiliência. 
  • Aprenda a encorajar:

    Podemos conseguir muita cooperação e entusiasmo quando aprendemos a arte de fazer o outro agir com coragem. Evite elogios vazios e foque em enaltecer o processo e o esforço envolvido. Como resultado, você terá filhos motivados e com grande inteligência emocional. São exemplos de encorajamentos:

    • Descritivos: 

      • Eu notei que você conseguiu esperar a sua vez. 
      • Eu observei que você foi cuidadoso com o seu irmão.
    • Apreciativos: 

      • Obrigada por guardar os brinquedos. 
      • Eu aprecio quando você consegue brincar sozinho.
    • Empoderadores:

      • Eu sei que você vai conseguir achar uma solução que seja boa para todo mundo.
      • Eu tenho fé que você é capaz de melhorar suas notas. 
      • Eu confio em você para conseguir aprender inteligência emocional.

Vamos começar?

Dra Marcela Noronha AutoraDra. Marcela Noronha – Pediatra, Educadora Parental e Nefrologista Infantil. Minha missão como pediatra é oferecer um atendimento diferenciado, auxiliando os pais nas escolhas dos melhores caminhos para os seus filhos, desde a mais tenra idade, através das diferentes fases do desenvolvimento, para se tornar um adulto saudável, com inteligência emocional, independente e realizado. https://www.dramarcelanoronha.com.br

 

2 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *