Diferentes fases do desenvolvimento infantil e um só desafio: educar crianças felizes!

Teoricamente, a facilidade no acesso à informação que tecnologia nos trouxe poderia facilitar a vida de pais na compreensão de cada fase do desenvolvimento infantil.

Na prática isso não se confirma. Em uma busca simples, são mais de 6 milhões de resultados para o tema “fases do desenvolvimento infantil”. Isso, sem contar todos os outros aspectos do desenvolvimento desse ser lindo que arrebatou seu coração, como o social e afetivo. A saída é voltar ao simples e ali encontrar alguns caminhos para que essa busca não seja eterna. A realidade é que, em todas as fases do desenvolvimento, seu filho receberá um alto impacto do ambiente no qual ele vive. Assim, tão importante quanto escolher uma boa escola é ajudar seu filho a desenvolver todo seu potencial no aconchego da família!

Diante da vida tão agitada que vivemos hoje, da maior liberdade para romper relacionamentos que antes duravam uma vida toda e de todo o tempo consumido pela tecnologia, acabamos deixando a culpa pela falta de tempo falar mais alto. É papel dos pais ensinar seus filhos a entender e respeitar limites. Uma criança terá seu potencial máximo desenvolvido em todos os aspectos do seu crescimento se aprender, em casa, no seio da família, a respeitar regras. Saber que pode confiar em um adulto que não tem medo de definir e fazer cumprir regras de horário de sono, tipo de alimento, respeito aos mais velhos, tudo isso passa segurança para que a criança cresça tranquila.

Do nascimento até os 5 anos de idade, a criança forma a base das memórias que serão utilizadas nos processos de aprendizagem que virão a partir de então. É fundamental que os pais conversem com o bebê, que leiam para eles. Ouvir a voz dos pais, interagir com o ambiente e com pessoas diferentes nessa fase ajuda a tornar a memória de longo prazo rica em recursos para as próximas fases do desenvolvimento.

A partir dos 2 anos de idade, a rotina em família que incentiva a exploração do mundo através de brinquedos e conversas torna-se essencial para que a interação com o mundo da escola seja plena. Por volta dos quatro ou cinco anos de idade, responder perguntas sobre o porquê de cada nova descoberta se torna o desafio dos pais. E a paciência nas respostas, o incentivo para que a curiosidade permaneça ajuda na formação de um aluno interessado em aprender e descobrir cada vez mais sobre o mundo. E a formação de memórias que se tornarão o grande recurso para uma relação saudável com os estudos ao longo da vida segue como que garantindo um terreno fértil para uma relação de amor com o aprendizado ao longo da vida.

A dica, para que cada fase seja vivida de maneira plena, é aproveitar o tempo que você tem com seu filho. Deixe de lado a culpa pela ausência, caso trabalhe fora de casa. E, se você pode estar com seu filho em tempo integral, que tenha momentos e atividades só seus, tanto para descanso quanto para seu desenvolvimento pessoal. Um mãe realizada e um pai de bem com a vida educam crianças mais felizes e seguras de si.

Em todas as fases do crescimento infantil, passeios em locais onde a natureza possa ser aproveitada tornam-se recursos valiosos e insubstituíveis. Tenha momentos em que, por maior que seja a tentação de gravar ou fotografar, você deixa a tecnologia de lado e enxerga seu filho olho no olho, sem uma tela entre vocês.

Rotinas e rituais em família ajudam no desenvolvimento saudável em todas as fases de crescimento de uma criança. E a fórmula mágica, simples, que traz resultados positivos para o resto da vida, mas que está cada vez mais esquecida: incentive a brincadeira. Criança que brinca, que explora, que se diverte com brinquedos adequados para sua idade tem seu desenvolvimento cognitivo, afetivo e social plenamente garantidos!

 

Autoras: Tais e Roberta Bento – Fundadoras do SOS Educação

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *