criança fazendo a sua lição de casa

Tem mãe que quase enfarta ao fazer a lição de casa com seu filho e tem filho que diz que ficará tão fraco que seu coração irá parar ao fazê-la… Entre tantas histórias, quem nunca passou por isso?

Este momento de rotina da família aciona nos adultos diferentes emoções, que, muitas vezes, estão relacionadas às suas crenças. Alguns se sentem responsáveis pelo cumprimento da tarefa, outros se preocupam que seja feita corretamente, ainda tem aqueles que procuram proteger seus filhos de algo tão “nocivo” a eles como a lição de casa.

Desta maneira, precisamos compreender de fato qual é o sentido da lição de casa, qual a sua função, pois a maneira como cada um de nós nos colocamos frente a estes desafios, influenciará diretamente na forma como nossos filhos lidarão com a vida, com a escola, consigo, com seu aprendizado.

Compreendendo a lição de casa

Hoje, várias abordagens têm concebido as crianças como sujeitos capazes e autores de seu processo de aprendizagem, sendo assim, é ela quem constrói seu conhecimento a partir das inúmeras relações e interações que estabelece com o mundo, de maneira ativa. Desde muito pequenas elas querem se inserir no mundo e desejam construir conhecimentos e saberes.

Quando são pequenas, as crianças aprendem a cuidar de si, a se organizar no espaço, no tempo e com os materiais. Neste momento, elas têm no adulto alguém que colabora para que esta construção seja possível. Nesta perspectiva, a lição de casa tem como intenção ser um exercício para a construção de sua autonomia e senso de responsabilidade.

À medida que crescem, as tarefas vão se tornando mais complexas. A criança deverá retomar aquilo que foi vivido e abordado com o seu grupo na escola. A partir disto, ela se deparará com suas facilidades e dificuldades, e, ao reconhecer suas limitações, poderá construir meios de superá-las.

Sendo assim, a lição de casa pode ser considerada como uma das grandes aliadas do aluno. Com ela ele poderá sistematizar, retomar e aprofundar seus conhecimentos. Assim como, poderá também, possibilitar uma importante reflexão e autoconhecimento sobre o seu processo de aprender.

Lição de casa, uma devolutiva para o professor.

A tarefa, quando realizada pela criança, pode ser um valioso material de análise para o professor compreender onde estão os pensamentos de seus alunos em relação àquilo que foi abordado em sala. A partir destes indícios, ele poderá planejar estratégias com a intenção de aprofundar a construção do conhecimento das crianças e adolescentes, partindo de onde estão.

Qual o sentido da lição de casa para os pais?

A lição de casa possibilita aos pais aproximarem-se da proposta da escola. Através dela pode-se estabelecer uma relação mais próxima com a instituição e abrir espaços de diálogos ao compartilhar os processos de aprendizagem de seu filho junto com a professora.

Por outro lado, caso desperte alguma dúvida, qualquer que seja, procure a instituição para conversar, esclarecer o seu projeto e as suas intenções.

A presença e a disponibilidade neste momento incentivam a criança, pois ela sente o quanto seus pais consideram importante aquilo que ela vive, o que contribui para a construção de comprometimento e de responsabilidade.

O que é recomendável fazer para contribuir neste processo de seus filhos?

• Construa com o seu filho uma rotina de estudos com horários fixos, elabore com ele ferramentas que possam auxiliá-lo nesta questão: um mural, um calendário.

• Garanta que tenha um lugar tranquilo e silencioso para se concentrar e realizar os exercícios.

• Esteja por perto e, se necessário, contribua para o entendimento daquilo que foi solicitado.

• Fique tranquilo com o erro, ele faz parte do aprendizado. O mais importante é o caminho que a criança faz em seu pensamento, sendo assim, o erro pode ser um importante sinalizador para o professor. Portanto, não dê respostas e nem corrija, este papel é do docente.

Concluindo, é necessário que paremos de assumir a responsabilidade de nossos filhos, para que possam ter, de fato, o seu espaço respeitado, o que permite que eles cresçam, assumindo suas ações. Ao acreditarmos que são capazes, eles poderão nos surpreender.

Andrea JotaAutora:  Andrea Jota, sou pedagoga, especialista em Gestão Pedagógica e Formação em Educação Infantil, atuo com crianças há mais de vinte anos.

Acredito no protagonismo das crianças, na valorização e respeito às famílias e no diálogo como um caminho para a conscientização dos cuidados na primeira infância, na formação de sujeitos autores, capazes de transformar o seu entorno e de se realizar.

 

2 respostas
  1. Gabriela miller
    Gabriela miller diz:

    Muito bom , já vi tantos pais fazendo as lições com as crianças, mas com a intenção de não ter erros . Ou então, pais xingando os professores pela lição “didicil”
    Muito triste. Mas como vc colocou no seu texto , ficou perfeito.
    Parabéns

    Responder

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *